quinta-feira, 26 de março de 2009

Criação de caracóis.

Embora muitas pessoas pensem que a criação de caracóis seja uma actividade moderna, ela já existe há mais de 2.000 anos, pois há evidências desse tipo de criação, 300 anos antes do nascimento de Cristo. O consumo deste animal, porém, é muito mais antigo, provavelmente desde os primórdios da humanidade, como comprovam os achados arqueológicos de montes de cascas ou conchas, em cavernas dos homens pré-históricos. Três séculos antes de Cristo, Aristóteles, além de escrever sobre os caracóis e descrevê-los muito bem, ainda descreve um instrumento ou talher terminando por uma ponta e que pode ser considerado o “ancestral” do actual garfo especial para comer caracóis. A criação controlada de caracóis denomina-se Helicicultura, palavra que deriva de Helix. Helix aspersa, nome comum do caracol de jardim.

A criação de caracóis. O caracol come verdura , legumes e ração, farinhas de milho, trigo, soja etc... Um viveiro pode ser feito de caixas de madeira, recipientes plásticos, aquários e outros materiais reciclados. O mais importante no seu desenvolvimento é a temperatura, o ideal é 20 a 22º, mas aguenta temperaturas elevadas. O caracol é muito resistente ao frio, morre a partir dos 0º. È importante mante-los arejados e protege-los dos predadores. Há muitas formas de proteger os caracóis.

13 comentários:

  1. hum legal mas eu estou comesando a criar este bichinho(caracóis) e gostariamos de mais coisas sobre eles como por exemplo os seu predadores e tambem o local ideal de uma casa para colocar os viveiro
    obrigada pela atenção agradecemos!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá:
      O dono deste blog, passa muito tempo ausente. Por isso vou deixar aqui umas dicas. Como casa o ideal é dar um ar de campo, basta observar o habitat deles, um bom exemplo é ver as urbanizações que eram campo antes de começarem a construir prédios.
      Os caracóis precisam de humidade, não é precido muita. Com um borrifador, pode ir borrifando o ar e o ambiente caso o tempo esteja muito seco ou o caracol esteja debaixo de telheiro.
      Os seus predadores são pássaros e roedores (ratos) e em alguns casos formigas.
      Um abraço.

      Excluir
  2. Olá Brenda.
    Pelo que eu li nestes três blogs. Os predadores naturais são os pássaros e as formigas.
    Bastta criálos em baixo de tábuas, telhas paletes, que os caracóis ficam seguros e se descobrir algum formigueiro próximo da criação, é melhor elimina-los.
    Quanto o lugar ideal, têm de ter humidade e sol, caso não tenha humidade é só vaporiza-los com regadores e pistolas como os do limpa vidros.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Existe muitas confusões relacionadas com o caramujo e com o caracol, sendo o primeiro o verdadeiro transmissor da esquitossomose.

    Algumas espécies de caramujos são extremamente nocivos a saúde humana, causam doenças do tipo: Angiostrongylus cantonensis,Peritonites, Meningites,Esquistossomose, Xistose e muitas outras. Cuidado! se quer criar caracóis, adquira espécies conhecidas.

    ResponderExcluir
  4. Os caramujos que estão nas águas paradas são os mais perigosos para a saúde humana, o parasita existente neles, atravessa a nossa pele e nos rouba qualidade de vida, chamamos de esquitossomose.

    ResponderExcluir
  5. A Bio Jogral dá Formação.
    Este tipo de formação não é barata, mas a "Bio" é certificada.
    O Módulo Engorda visa formar os futuros helicicultores nas seguintes àreas:

    Engorda em Estufas.
    Engorda ao ar livre.
    Construção e manutenção dos parques de engorda de acordo com o "Método Simplificado" desenvolvido pela Biojogral.
    Materiais, equipamentos e infraestruturas necessárias.
    Sementeira, espécies vegetais adequadas.
    Rações Balanceadas. Composição e distribuição nos parques de engorda.
    Períodos de regas.
    Apanho, expurgo e secagem.
    Embalagem e etiquetagem.
    Comercialização. Clientes alvo, tipos de embalagem e normas de higiene.
    Fornecedores de materiais e consumiveis.
    Existem mais sites que falam sobre este tipo de formaçao e a palavra chave para fazer a procura é helicicultor.
    Veja este link: http://www.biojogral.com/scripts/default.asp?art_id=45

    ResponderExcluir
  6. Rações Veríssimo, S. A.

    Fábrica de Alimentos Compostos Para Animais
    Tel.: 244 720 630 | Fax: 244 723 497
    IC2 - Boa Vista 2420-399 LEIRIA

    ResponderExcluir
  7. Curiosidade:

    Ração para caracóis.
    Composto de:

    É confeccionada à base de farinha de soja, milho, trigo e aveia. O caracol, é totalmente vegetariano. À noite, além da ração, comem couve, trevo e alface e quase tudo que é verde, na criação, devemos semear vegetais no terreno onde se encontram.

    Os caracóis sobem tudo, inclusive as redes de protecção, por isso os helicultores utilizam uma rede elétrica, muitos helicicultores chamam a isso de pastor eléctrico, o sistema é do género utilizado para as ovelhas. Os choques eléctricos evitam que eles saiam do recinto. O cativeiro dura cerca de quatro meses até que um caracol atinja a idade adulta, para poder ser servido na mesa dos apreciadores.

    Um caracol adulto pesa entre 5 e 20 gramas.
    As espécies mais criadas na helicicultura portuguesa são: O “helix aspersa” ou “petit gus”, francês e o máxima, conhecido por “escargot de Bourgogne”. São as espécies mais criadas, nas estufas de Portugal.
    De maneira geral, os criadores que exploram este tipo de negócio, começam por 500 a 1000 metros quadrados e vão avançando a criação e a ocupação de mais metros quadrados conforme a exigência do mercado e a dimensão do volume de negócios.

    ResponderExcluir
  8. Peço que em relação as leis e os artigos existentes, os leitores nunca devem deixar de observar, pois o tempo não para e o quye era verdade ontem poderá ser mentira amanhã, por isso devemos ver sempre as datas das actualizações dos posts e das informações que abrangem qualquer tipo de atividade.
    Este blog não é sói da responsabilidade do seu criador mas de todos que o visitam.
    Se souberem de alguma coisa ou facto ou ainda lei vigente, somos todos gratos pelo seu, meu ou de outro interessado.
    Um bem haja a todos.

    ResponderExcluir
  9. Curiosidade:
    Criar caracóis não é nada de outro mundo, passar de kg. para toneladas é que exige maior investimento e mais conhecimentos.
    O segredo da grande produção é a seleção e a proteção da espécie comercializada. Na fecundação e a colheita dos ovos é que se requer cuidados.


    Os caracóis são hermafroditas incompletos – são dotados de ambos os sexos e exercem ambas funções, masculina e feminina. A auto-fecundação, porém, não é possível e a reprodução requer dois escargots para o ato reprodutor que dura, em média, de 12 a 18 horas. Durante este período as matrizes permanecem imóveis e deve-se evitar qualquer manejo, para não prejudicar a fecundação.

    ResponderExcluir
  10. REPRODUÇÃO

    ACASALAMENTO

    O caracol: O ritual de acasalamento dura entre dez a dezoito horas. O período entre o acasalamento e a desova varia segundo a temperatura, mas ronda os 15 dias.

    INCUBAÇÃO

    Para pôr os ovos, o caracol escava um buraco na terra com três a quatro centímetros de profundidade e introduz a parte anterior do seu corpo. Cada postura dura várias horas e o caracol põe entre 60 e 150, mas existem casos de quase 200 ovos com quatro milímetros de diâmetro. Depois cobre o buraco e dá-se inicio à incubação (14 a 30 dias). Põe mais ovos do que o volume do seu corpo e pode morrer de exaustão. O caracol com uma casca de três milímetros pesa em média 27 miligramas.

    EM CATIVEIRO

    Ao contrário do cativeiro, na natureza, o caracol reproduz-se na Primavera e no Outono. em cativeiro - onde são manipuladas as condições climatéricas - o animal pode reproduzir mais vezes.

    ResponderExcluir
  11. Para se crescer nesta área da helicicultura é preciso ou convém ver algumas instalações e quem sabe fazer também algumas formações como: Leis, conservação de carne de caracol, normas da HCCP, entre outros.

    Os custos de um investimento deste calibre passa por:

    1-Montagem das infra-estruturas,
    2-investimentos a realizar ,
    3-tipos de produção (estufa - ou ao ar livre)
    4-como preparar os parques de engorda e o que semear,
    5-montagem de sistemas de rega,
    6-fabrico de abrigos,
    7-quantidade de caracóis bebés a comprar,(avelins)
    8-manutenção dos parques,
    9-engorda dos caracóis,
    10-aplicações de fitofármacos,
    11-apanha,
    12-purga,
    13-embalagem,
    14-conservação,
    15-escoamento,
    16-legalização da actividade,
    17-candidatura a subsídios do Ministério da Agricultura Etc....

    ResponderExcluir
  12. ola, Sr. João menezes, gostaria de saber mais sobre a rega em si, ja fui visitar umas estufas e pouco me souberam dizer, e ja percebi que é uma das partes fundamentais, estou a pensar construir uma pequena estufa, apenas para começar e tentar ir percebendo um pouco mais, e gostaria de saber a partir de que idade o caracol pode dar inicio ao acasalamento, desde ja muito obrigado, deixo contacto por mail para o caso de alguem estar na disposição de ajudar: antunes.ezequiel@hotmai.com.

    ResponderExcluir